jusbrasil.com.br
10 de Abril de 2020

O que ninguém me contou antes de entrar para o mundo jurídico

Conselho aos novos advogados

Gabriela Messetti, Advogado
Publicado por Gabriela Messetti
há 2 meses

29 de janeiro de 2.020. Há 4 anos eu advogo. E há pelo menos 10 anos eu escuto minha família toda falando pra prestar concurso.

Com essa mentalidade, sempre disse que queria ser juíza. E lá fui eu, prestar concurso. Mas foi por um curto período de tempo, pois logo descobri o prazer de advogar.

Não se engane, é difícil, exaustivo, estressante, mas também é recompensador e bonito de ver.

Hoje, um pouco mais madura, eu vejo como muitas das minhas escolhas traduzem o que vivo hoje. Percebo que faltou maturidade no começo, faltou um guia, um mentor pra me ajudar a entender melhor o que fazer. E quantos de nós não saímos completamente perdidos da faculdade?

O que fazer? Como trabalhar? Montar um escritório? Sociedade? Fazer diligência? Defensoria? Como não ficar nervoso? O juiz perguntou e não sei o que responder. E agora?

Em primeiro lugar:

FAÇA ESTÁGIO

Eu fiz estágio por 3 anos dos 5 que cursei direito. Fiz algumas escolhas que não me permitiram fazer estágio nos outros 2 anos. Me arrependo? Sim. Estágio é extremamente importante na vida do futuro advogado e muitos alunos sequer fazem estágio. Passam os 5 anos inteiros sem trabalhar na área. E depois reclamam que não sabem o que fazer, não conseguem emprego, não sabem por onde começar uma petição, etc...

Mas e se for estágio sem remuneração ou baixa remuneração? Faça de qualquer jeito. E dê o seu melhor. As pessoas percebem o seu entusiasmo, sua atitude em querer aprender e a recompensa vem depois, pode acreditar.

CRIE E TRANSMITA CONTEÚDO

Uma das formas mais importantes de aprender um assunto é ensinando ele. Ao criar conteúdo você aprende sobre determinado assunto, ao transmitir você grava o assunto na sua mente.

Quando você passa o conteúdo, você cria uma autoridade, além de fazer com que as pessoas se lembrem de você ao pensar naquele assunto.

Escreva artigos, notícias, conteúdos diários para mostrar ao seu público aquilo que você faz e o quanto você entende. Faça isso logo, não espere se formar.

SE CONECTE

Sabe o chamado Networking? Faça! Networking é uma forma de se conectar com outras pessoas e conhecer outros negócios. É trabalhar sua rede de contatos.

O networking vai te ajudar com os seus negócios, a torná-lo conhecido.

APRENDA SOBRE NEGÓCIOS

Quanto antes você entender que seu trabalho é um negócio, melhor. O Professor Rodrigo Padilha sempre diz que quem só sabe Direito, nem Direito sabe.

Isso quer dizer que temos que aprender como gerir um negócio, como fechar contratos, conseguir clientes, estruturação do business, além da parte financeira, etc...

Infelizmente a faculdade não ensina (ainda) sobre como ser empreendedor, porém, para a nossa sorte é possível encontrar dezenas de cursos online sobre o assunto.

Indico de olhos fechados o curso do Padilha. O melhor do mercado, sem sombra de dúvidas.

SE JOGA

Eu levei quase 3 anos pra começar advogar depois que me formei. E me perdi.

Não sabia por onde começar, o que fazer, as novas leis, o sistema novo online, nada. Foi um desespero total.

Eu estava perdida, deslocada, pensei em desistir um bilhão de vezes. Aí comecei, fui estudar, perguntar para outros advogados, fazer diligências para aprender como me portar em audiências, e aos poucos fui me encontrando.

Encontrei meu foco, encontrei clientes, fiquei mais confiante.

Tudo é questão de tempo, e de estudo e aprendizado.

Tomei várias canetadas de juiz? Sim. Fiquei sem saber o que pedir/falar em audiência? Também.

Mas aprendi, e continuo aprendendo, porque o mundo está em constante mudança e é nosso dever nos manter atualizados.

Se joga! Esquece a vergonha e vai fundo, você consegue.

Seja aquilo que você sempre sonhou.

Quer se conectar comigo? Meu Instagram é @gabrielamessetti

17 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Gabriela, seu artigo ficou sensacional!
Falei sobre isso ontem em meu artigo e estou certa que esse tema é de extrema importância para aqueles estão entrando no mundo jurídico.
Farei uma serie de artigos voltado não só para universitários, mas também para os advogados que ainda não se encontraram ou não possuem nenhuma experiência no mercado de trabalho.
E concordo plenamente com a frase do professor Rodrigo Padilha, que foi citada em seu artigo!
Parabéns! continuar lendo

Como disse à Gabriela, me identifico e talvez esse seja mesmo um nicho. Se precisar de network, estou por aqui. continuar lendo

Oi Cláudia, vou ler seu artigo. Acho bem bacana esse assunto e vale a pena falarmos sobre a "iniciação no mundo jurídico" hahaha
Obrigada por compartilhar sua experiência! continuar lendo

Gostei muito Gabriela, e me identifiquei igualmente. Obrigado por compartilhar. continuar lendo

Oi Antonio! Fico feliz que tenha gostado! Vamos juntos. continuar lendo

Gabriela,
Sensacional, quem dera (todos) muitos parassem alguns minutos para ler seu "relato"e, interpretassem mas, . . . duvido. continuar lendo

Que bom que gostou! Espero que os relatos ajudem mais advogados que estiveram tão perdidos como eu haha continuar lendo

Ótimo artigo, Dra. Seu artigo vale também para os experientes (penso eu). Vejo que a maioria das dificuldades dos novatos continua existindo (renovando) para os mais antigos; só que estes disfarçam melhor. Infelizmente o nosso sistema judiciário é muito burocrático e gosta de criar novidades. Parabéns! continuar lendo

Oi Edson, infelizmente é isso mesmo. As dificuldades existem para todos e por isso penso que temos que nos ajudar. Seguimos! continuar lendo